Ogro? Nem tanto…

Tem dias que fico P da vida com Onofre. Eita homem grosso. Implica com tudo, reclama da hora que acorda a hora que vai dormir, não faz um carinho nos filhos ou na mulher, e ainda por cima acha que tudo é indecente ou algo parecido.

Mas por mais carrancudo que seja, ele sentiu na pele o que é ser colocado de lado. No dia do aniversário dele os filhos nem de longe lembraram da data; precisou a mãe lembrá-los. Aquele clima constrangedor, ele ainda deu umas indiretas e só. Matilde ainda tentou animar o marido para comemorar o aniversário, mas o Ogro nem quis saber.
Mas como ele mesmo diz: “o povo leva ao pé da letra o que se diz de boca pra fora”. Com isso, ele chega em casa todo prosa com uma garrafa de vinho para jantar com a família. Ledo engano, pois os filhos estavam na rua e a esposa nem havia feito nada. Gente, me deu dó. O pobrezinho murchou e quase chorou. Bom mesmo foi a cara que ele fez quando a esposa disse que iria fazer um jantarzinho para os dois.

Ôo Onofre, amolece esse coração e vai curtir sua família nesse lugar lindo que é Búzios. Tá legal?

Comentários

comentários

2 comentários em “Ogro? Nem tanto…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *