Falta de respeito

Que situação vivida por Helena. Achava que o casamento, mesmo com as pirraças, birras entre ela e o marido, havia terminado com dignidade. Ledo engano. Helena ainda tinha uma pendência para resolver. Dispensar Dora. Ela ainda estava se sentindo culpada porque iria interromper o sonho da moça de morar no Rio. Mas o que era para ser uma conversa delicada para a modelo, se tornou um momento de pura falta de respieto.

Ouvir confissões comprometedoras entre o ex e sua ex-quase-assistente é de doer. Estarrecida Helena manteve a compostura, foi firme com o canalha do Marcos e ainda teve estômago para ouvir a versão de Dora. Ela ouviu, falou, confessou que não se arrependeu de ter ajudado Dora e foi embora. Dora perdeu o chão. Acho que ela preferiria que Helena pulasse no pescoço dela. Encarar Marcos foi mais difícil. Se sentindo apunhalada e desrespeitada, ela nem deu chance para ele falar. Deu uma bofetada e com cara de poucos amigos, foi embora sem ao menos olhar para trás.

O legal dessa cena é que muitas vezes a mulher traída sempre “descasca” em cima da amante. As vezes perdoa o marido e tem ódio mortal da outra. E nessa situação Helena deixou claro que o pior foi a falta de respeito do ex-marido. Fiquei surpresa também com atitude de Dora. Confesso que não imaginava, depois de tanta sacanagem, não respeitando nem a casa e nem a cama de Helnea, eque Dora fosse contar a história como realmente aconteceu e ainda confessar que queria ficar com Marcos das vezes que ele a procurou.

Marcos pelo jeito não se abalou muito. Se for ficar preocupado com alguma coisa, é da imagem dele com as filhas. Mas como Helena disse, um dia as lágrimas vão passar e ela será feliz. “Ferramentas” para isso ela tem. Amigos, saúde, profissão (de sucesso) e um lindo, olhos verdes, quase dois metros de altura, carinhoso… amor 🙂

Comentários

comentários

2 comentários em “Falta de respeito”

  1. Eu esperava um tapa na cara de entrar para a história!
    hehehehe
    Mas valeu por nem tê-lo deixado falar qualquer besteira!
    É Dora, também tem a boca suja, nota-se pela filha. Mas discordo de você em um ponto, não acho que ela perdeu o chão.
    Tirou um peso das costas, talvez, mas não se arrepende de ter sido falsa com uma mulher que a ajudava por gratidão, e que mais tarde ficou se sentindo uma grande amiga.
    Quando Helena contar isso para Dona Edite, vai ouvir um sonoro: “Eu te avisei, minha filha Leninha.” hehehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *