Rapidinhas

Fazendo um rápido comentário sobre algumas cenas. Vamos lá:

  • Marlene está desesperada mesmo, viu? Nem conhece Pedro e Júlia e já faz um pedido daquele? Levar Bernardo com eles? Tudo bem que ele não é nenhuma criancinha inocente. Longe disso. Mas despachar o filho assim. E a cara de pau? Só mãe mesmo para fazer certas coisas. Esse garoto tem jeito que dará muito dor de cabeça. Quero só vê a cara de Marta.
  • Todo mundo já sabe que se Irene aceitar a promoção na empresa perderá o marido. Mas será que ela sabe?
  • Dei risada com a cena de Lígia tentando finalizar o trabalho, com filho doente, com a babá (que eu já falei para ela demitir) avisando que não iria… lendo assim parece um caos, não é? Mas que nada. Joaquim estava tranquilão, sorrindo, brincando… Deixa ele no cercadinho, para de bater papo com sua irmã e vai trabalhar, mulher. Seu filho é um anjo. 🙂
  • Pedro e Júlia até podem ter tido aquela conversa bonitinha no avião, que são irmãos, que precisam participar da vida um do outro e blá blá blá; mas até eles não pararem de se olhar como se a qualquer momento fossem se beijar, todo esse discurso vai por água a baixo.

Isso chamou minha atenção

Cadê os negros nessa novela? Já estamos na segunda semana e nadica. Ô, produção, também quero ser representada. Apesar de saber que quase sempre mal representada.

Foto: Google

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *