Vergonha pouca é bobagem

Pense numa vergonha alheia. Multiplique por 10. Essa foi a sensação que o capítulo de ontem me deu. Do desfecho do beijo sem clima de Laila a apagação que Irene deu no novo funcionário da agência.

Vou começar, claro, pelo beijo da sem noção. Como já falei aqui, não tinha clima para rolar beijo, mas Vicente deu espaço. E ainda quando contou para Lígia teve a cara de pau de dizer que a meia-irmã de Pedro pediu para cantar. Pode parecer um deslize, só que não. Ponto para ele por ter contato (sei de muitos que não contariam), mas que chilique foi aquele porque a esposa ficou P da vida? E por que diabos ele tocou no nome de Miguel? Homem é bicho engraçado. Ele queria que ela aceitasse numa boa? Só porque ele foi claro com ela? Tenha santa paciência! Gostei da atitude dela. Nada de Lailouca na casa deles. Simples assim. E achei bom ter contato para Pedro.

O que me faz lembrar a próxima situação de vergonha alheia. Marlene e os meios-irmãos. Primeiro que ninguém estava a vontade naquele restaurante. Acho até que a tagarelice de Marlene era uma tentativa tosca de quebrar o gelo. A cara de Júlia de tédio total. Abro até um parêntese aqui…eu acho que a atriz está doente. Gripada talvez. Porque em alguns momentos parecia rouca. Voltando, os sermões de Pedro com o irmão mais novo, a tensão entre ele e Lailouca e claro o estopim da noite. Ela não segurou a língua e não perdeu a oportunidade. E ainda falou de uma forma cruel. Edgar que nunca participa desses encontros de família resolveu ir bem na noite do “vamos vê”. Ô azar.

Já no mundo dos negócios, Irene comandou à apagação. Até entendo. Na mesa só tinha ela de mulher, ou seja, deve ter que provar sempre que é capaz de estar ali. Então vem um senhor currículo perfeito botando as asinhas de fora? Ela não comeu reggae. Mais vergonha alheia kkkk Outro que está na lista é Arthurzinho. Deve ser horrível um coquetel de lançamento vazio. Porque família presente não conta, neh? E o que é aquela mãe, gente? Ela não vê que idolatrar o filho assim não ajuda em nada? Ela falando com Vicente sobre a conta… minha cara chegou a arder de vergonha 🙂

Passada essa avalanche de constrangimentos, agora é aguardar as consequências.

Observação

Captura de tela 2015-03-26 às 14.26.20Está meio chato o rumo que Júlia está tomando. Parecendo uma coitadinha. Se jogando numa relação com Laila como se precisasse de uma bússola para dar sentido a vida. Sendo que ela sempre teve uma verdadeira irmã que é Elisa. Parceira, presente, que não ficou puta da vida porque foi deixada numa manifestação (qualquer um ficaria) e que sinaliza francamente os sentimentos da amiga por Pedro. Até o envolvimento com os outros irmãos é demais. Como se a vida dela fosse vazia. Ela pode ter uma relação conturbada com a mãe, mas pelo menos até agora, mesmo com alguns dramas e grosserias, Marta está sendo melhor do que a mãe de Lígia, por exemplo. O pai que morreu pelo que ela fala era presente. Então não entendo porque esse apego excessivo… de gente carente.

Foto: TV Globo

 

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *