O tufão Miguel

Lígia está devastada. E é aproveitando esse espírito que ela está jogando duro nas conversas. A primeira a cair no samba foi Isabel. Difícil conceder um perdão por algo tão grave. E a conversa entre elas? Essa autora é profunda, viu? Sai dessas discussões com frases feitas. O que torna tudo tão carregado de emoção. Bom acompanhar uma história assim…mas devaneios a parte,  Isabel não se fez rogada e tocou no calcanhar de Aquiles de Lígia. O sentimento por Miguel. E conseguiu abalar a jornalista. E ainda colocou mais tempero na tensão que paira na casa dela, já que Pedro ouviu (quase nada… é bom frisar) a conversa.

Vicente nisso tudo é de dar dó. Mesmo com uma bomba atômica caindo no colo o cara foi centrado e racional. Conseguiu enxergar através dessa poeira levantada um lado positivo. Felipe irá se salvar. Mas apesar disso tudo ele entende o impacto que é a presença de Miguel na sua vida. Não só por causa de Lígia, mas também por causa de Joaquim. E para piorar no capítulo de ontem ele pegou Lígia na mentira. Tudo bem que ela tinha decidido falar a verdade, mas não falou, neh? E hoje ele vai pedir explicações.

E conversa séria é o que não faltou nesses últimos capítulos. A mais esperada foi entre Lígia e Miguel. E como já esperava ele não destravou a língua. Como assim não sabe o que dizer? Ai tenta beijar? Tá maluco?! Tem situações que dizer que ama não adianta. Tem que explicar TUDO. Do trauma do passado que desencadeou o Miguel do presente. Mas não, ele resolve engasgar. E a característica típica de nos culparmos pela loucura do outro? Miguel some e ela se pergunta: o que foi que eu fiz? Agora, deu nó na garganta quando ela perguntou com um sentimento de desespero: “o que vc viu em mim ou no meu filho que provocasse tamanha rejeição, tamanho desamor…”. Putz! E ele nada. Eu fico me perguntando como um homem passando por esse estresse emocional vai conseguir doar um pedaço do fígado.

Espero que pelo menos a conversa entre ele e Pedro seja depois que se recuperar da cirurgia. Porque Pedro está numa fase complicada. Capítulo a pós capítulo é ele falando muito mal de Miguel e sendo um cavalo com Júlia. Já sobrou até para Felipe. E ele insistindo num ponto: o cara largou a mulher com um filho recém-nascido. Será que é a consciência sinalizando algo? Vai saber. Uma coisa é fato, ele está descompensando. Estigar o pai contra Miguel pintando um personagem que não existia em Noronha. “O jeito como ele trata as mulheres”. (Oi?!) Citou a relação do pai biológico com Marina… machista, cafajeste, mau-caráter… O engraçado dessa história é que Marina deve estar com essa sensação em relação a Pedro. Afinal, ela flagrou ele com Júlia.

A amante namorada ex meia-irmã chamou ele no eixo. Ahh que orgulho dessa garota. Andava tão apagadinha, mas foi incrivelmente sensata e verdadeira. Tocou num assunto importante. Será que Pedro irá segurar a barra de largar a mulher com um filho pequeno? Chegou a engolir a seco. Como de costume veio a velha frase “a situação é completamente diferente”. Mas como Júlia estava inspirada mandou… “diferente porque você conhece suas razões e não conhece as dele”… boa, menina. Está na hora de parar com esse mimimi e encarar seus monstros. Cadê Esther? Ela também é boa com as palavras.

Que por sinal anda apoiando Luís. Ô, gente, o bichinho ficou arrasado quando Isabel disse que não atenderia mais ele. Acho até que se não fosse tão sisudo chegaria em casa e pularia no colo da mãe para chorar. Essa é outra que tem o poder das palavras. Como pessoas que não aceitam meias verdades são sábias, neh? O encontro dela com Miguel foi engraçadíssimo. Ela toda espevitada, falante e ele cabisbaixo, sem graça, envergonhado… louco para sair correndo. kkk Outro que também precisou de colo foi Diego. Inseguro com a presença de Miguel. Afinal de contas o anônimo se materializou. Cada vez que tento entender a profundidade dessa história vejo como é complexo. Nada fácil.

Rapidinhas

  • Quando Marlene irá mandar Durval maníaco por jogo partir? Cara insuportável.  Todo cheio de segundas intenções nas insinuações em processar Miguel. Gente, será que realmente ficamos cegos por amor? Porque além de Júlia ter dito sobre o vício dele, tiveram alguns sinais que não tem como deixar passar.
  • Estou sentindo falta de Eriberto. Cadê você, querido?
  • Estou achando que Irene irá adotar Diana e de tabela terá um neto. Porque ela está se envolvendo cada vez mais na vida da garota.
  • Taís toda linda aparece de surpresa no momento de uma conversa importante entre Júlia e Pedro. A pauta: se ele vai conseguir viver em paz se separando da mulher grávida. Ele deveria aproveitar o encontro dos três para conversar, não é?

Isso chamou minha atenção

Captura de tela 2015-04-29 às 17.54.08Para tudo! Irene não pode ser mãe; porque ela não percebeu que a criança no berço não era Joaquim. kkk Como assim, produção, usaram outro bebê? O filho de Lígia tem uma jubona e o bebê intruso carequinha. Ai ai…

Foto: Isabella Pinheiro

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *