Mudando o rumo

“Eu reconheço esse movimento. Ele não me é estranho”, boa Miguel, abre os olhos dessa mocinha. Porque se não for desse jeito, ela vai enveredar por um caminho parecido com o de Pedro. Se perdendo dela mesma e virando um buraco negro. Esse alerta do quase pai foi um divisor de águas; e como uma barragem que se quebra, Júlia foi inundada pelo sentimento por Pedro. Por mais que eu esteja torcendo para que o casal final seja ela e Felipe, as coisas não podem ficar assim, pela metade. Ela tem que estar inteira, resolvida; e encarar essas questões sem rodeios é a melhor opção. E quem sabe, no final ela estará leve para viver feliz com o argentino? (Eu confesso, eu confesso… sou uma esperançosa inveterada) 🙂

Quem ficou sem jeito com a reação de Júlia foi Laila. Acho que nem ela mesma pensou que a irmã estivesse tão mexida e confusa. Além da atitude de Miguel ter dado uma nova perspectiva para Júlia, serviu para ele ganhar alguns pontos com a filha trator. Na verdade, foi meio que um contagio, porque Bernardo e Pedro também reconheceram uma mudança significativa no pai biológico. E ontem as surpresas com Miguel não pararam por aí. Ele – até que enfim – teve coragem de encarar Lígia. E diferente das outras vezes, falou bastante e foi bem claro no que queria. Conviver com o filho. Agora eu me pergunto, e como fica Lígia diante da constatação que o amor de sua vida está seguindo o caminho que ela sempre quis? É, amiga, às vezes metemos os pés pelas mãos e ficamos em maus lençóis. Mas mesmo sendo receptiva com ele, ela foi firme e não titubeou e nem ficou suspirando pelos cantos. Será que dessa vezes Miguel perdeu a parada? Acho difícil.

Agora vamos aos tópicos:

  • Depois que conheceu a namorada de Sr Aníbal, Guida achou desaforo perder terreno para “aquela velha”, como ela mesma disse. Então fez um crediário e deu um up no look. O velhote que se segure. Guida está na área. kkkk
  • Marta desceu do salto. Enxotou Eriberto aos gritos. Ele como sempre um cavalheiro tentou contornar a situação, mas sem sucesso. Agora é oficial. Eriberto saiu do rótulo de tradicional.
  • Quando eu vejo Dona Iara eu penso: pior que existem mães assim. Doentes pelos filhos. Acreditam que estão ajudando e protegendo, mas só estragam. Arthur é a provo disso.
  • Babado o encontro entre Lauro e Isabel com seus respetivos. Ele se saiu bem, viu? Todo arrumado, seguro e bem acompanhado. A terapeuta ficou abalada.
  • Enquanto Lígia fazia a propaganda do sabão OMO, foi Vicente falar em tomar banho que Joaquim com olhar desesperado começou a falar: eu não gosto de ficar pelado para ninguém ver. Pra ninguém ver. kkkkk
  • Durval, Durval, você segure sua onda.
  • Pode ser uma solução pontual e que lá na frente tenha que ser revista, mas nesse momento o trabalho está “salvando” Irene. Ela está se agarrando onde pode para não afundar. Um solução emergencial.
  • Zé Roberto – vulgo pai de Lígia – quase caiu duro no chão quando ouviu Esther falar “minha companheira”. E como sempre ela se saiu bem. Dar tempo para eles digerirem tudo que está acontecendo. Mas ela trata desse assunto tão naturalmente (como deve ser) que já já eles estão curtindo a noite novamente.
  • Eu que fico aqui escrevendo para Júlia falar a verdade para o marido, confesso que quando ela chegou em casa e disse “Felipe, a gente precisa conversar”, eu gritei: nãaaooo diz NA-DA. kkkk A cara que ele fez foi de arrasar o coração.
Foto: TV Globo

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *