O triângulo

E a sarna que Júlia estava procurando apareceu.  E pelo jeito não só vai coçar como abrir feriadas. Pedro marcando firme e ela se permitindo aproveitar o ex-quase-futuro amado a se rastejar por ela. Está errada? Vai saber; o que já se nota é ela titubear na relação com Felipe e toda certeza de antes está indo por ralo abaixo. E para piorar resolve dizer “sim” para a proposta de viajar com ele sem ao menos ponderar sobre o assunto. Mais uma prova que ela busca uma rota de fuga. Essa estratégia já vimos e o final não é interessante.

Sempre me perguntei porque ela nunca jogou na cara de Pedro todo o sofrimento que passou. Por ter se desfeito de uma vida por uma promessa e no final ter ficado sozinha.  O beijo de Pedro pelo menos fez aflorar essa dor; e ela – mesmo toda delicadinha – falou sobre o assunto. O que me dá um pouco de esperança (para ela ficar com Felipe), porque se a maior questão é a relação deles não ter tido um ponto final, tratar essas magoas talvez livre ela dessa fixação por Pedro. Ou não, neh? Vai que o amor ainda esteja pulsante e ela chute o pau da barraca e vá curtir o chatinho dela. 🙂

Bem, mas como a semana será corrida por ser a última, vou optar pelos velhos e conhecidos tópicos. Vamos aos dois últimos capítulos.

  • Presenciar o abraça entre Júlia e Pedro foi demais para Felipe. Agora, imagina como ele não está se sentindo em saber que ela mentiu sem pudor quanto a ida para BH? Porque ela teve uma chance de falar a verdade, mas optou em mentir. Só sendo uma pamonha para achar que ele não ficaria sabendo, agora só quero ver no que vai dar. Ele não vai tolerar esse lapso. E com razão.
  • Agora, esse arranjo de novela para as pessoas se encontrarem quase sempre é forçado. Nada a ver Marlene ter ido até o restaurante levar os livros. O menino com o irmão de carro, custava ter ido buscar depois do encontro?
  • Outra questão que achei sem pé nem cabeça foi Laila na blitz. Não sei explicar ao certo, mas achei desnecessário. É porque tem que ter algo que ameace a guarda compartilhada que Luis solicitou, como o cara é certinho sobrou para Laila.
  • Miguel fechou o ciclo com o passado. Conversou e se despediu de Luzia. Agora, e a mãe dela? Vai ficar mesmo com a herança do pai dele?
  • Isabel conversou com Luís sobre não se envolver com os filhos dele nesse momento. Gostei. Ficou tudo as claras e ela ainda está curtindo o bonitão; porque pelo que pareceu ele aceitou numa boa.
  • O querido do Eriberto se libertou. Saiu de casa e mesmo inseguro não deve voltar. Ainda mais com conselheiras feito Esther e Laila. É isso aí, Eriberto, vai ser feliz.
  • Qual será o final de Marta? Sozinha?
  • Irene voltou com todo gás ao batente. Uma parte do final que escrevi para ela já foi. Agora falta a assistente social ligar falando que tem uma criança para ela adotar. \o/
  • Lígia toda dona de si querendo uma família de margarina ao lado de Vincentol. Só quero ver quando ela olhar Miguel nos olhos. Ainda mais que ele estará disposto a se aproximar do filho. Ligoca, será que você terá “força na peruca” de resistir a esse homem tempestade? kkk
  • Como sempre Laila faz uma leitura acertada de uma situação. E o que achei bacana foi que além de sinalizar que a decisão da quase meia-irmã é uma forma de fuga, ela falou sobre a atitude machista de Felipe em pedir que ela abra mão de sua vida para embarcar nesse novo desafio. “Você não acha que está tratando resfriado com antibiótico?”, pérolas de Laila.
  • Esther é um ponto muito importante na novela. Ela faz com que assuntos que passariam batidos ganhem força. Um sentido. Como se ela fosse o ponto de interseção entre os diálogos. Adoro.
  • Felipe e Miguel juntos = leveza.
  • Rosa chamando a namorada (não é que ela existe mesmo?!) de Sr. Aníbal de múmia foi ótimo. Dona Guida agora tem que correr atrás do tempo perdido.

Essa semana vou tentar escrever por capítulo já que é a despedida. O que é uma pena porque essa novela é uma delícia. 😉

Foto: TV Globo

 

 

 

 

 

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *