Só em outra vida

Ciúmes não é coisa de Deus, e partindo disso, já se tem uma idéia que Pedro fará alguma bobagem. Ele só enxerga um único motivo para Lívia permanecer no casarão. Conde Felipe. Então o que ele faz? Invade o quarto dela, chantageia, ameaça, coloca dedo na cara… e ela o que faz? Deixa ele a abraçar depois de tudo isso. É muito pateta. E mais uma vez o “destino” deu munição para Melissa. Ela que não é trouxa já usou isso ao seu favor. Contou para o conde. Claro com um Q a mais no estilo #soumáedaí?. Como conseqüência, eles devem se desentender – novamente – por ruídos externos. Não adianta o amor e nem saber que por eles estariam juntos; se surgiu uma conversa enviesada é encrenca na certa.

Mas nem só de Lívia, conde, Melissa e Pedro viveram esses três últimos capítulos. O que foi aquela conversa entre Bento e a condessa?! Pensei dela sentar na cama de tão acuada ou, pior, acabasse pegando fogo por causa das mil velas que estavam atrás dela. Mas sério, mesmo sendo ameaçada daquele jeito, ela ficou firme. Sustentou o olhar. Mas se abalou realmente com a atitude do ex capanga em se castigar por causa do tiro. Avaliando esse bafafa feito para separar Allegra e Bernardo, ninguém saiu feliz ou satisfeito. Essa história só teve desgraça. Custava deixar o filho viver o amor da vida dele? Quem sabe até ela não interferindo ele se desencantasse e seguisse outro caminho. Ou melhor, ela se afeiçoasse pela jovem Allegra e a tivesse como uma filha. E mais no futuro teria a oportunidade de acompanhar o crescimento da neta Lívia. Mas assim não teria novela, neh?

Bem, vamos aos tópicos porque teve muita coisa boa.

  • Ôô que dó de Anita. Mas eu acredito que Gema vá apoiar a filha. Já o irmão ogro provavelmente irá desqualifica-la. Anita, não fique triste. As pessoas podem falar, te julgar, mas quando vc pegar seu filho no colo… tudo vai melhorar. 🙂
  • Estava na expectativa entre  a conversa de Livia com a avó, mas acabei me desapontando. Pelo menos ela foi meiga e falou mais do que em toda a novela sobre Bernardo com alguém. O finalzinho foi fofo: “minha menina”.
  • Não vou mentir que fico tensa quando a condessa está tão boazinha. Sempre acho que ela vai virar a casaca e sair metralhando todo mundo.
  • Pedro é um ser desprezível. Do tipo que não se deve nem dar ouvidos, mas uma coisa que ele disse é verdade. As pessoas estão se comportando como Deus nas histórias dos outros. Quem deve decidir não querer ver a mãe é Bernardo. Essa discusso: “assim é melhor para ele” já deu. Me fez até lembrar um capítulo da novela Sete Vidas, onde Lígia escalda a amiga por ela ter escondido que Miguel estava vivo. Ou seja, ela decidiu pela amiga para “protege-la” de uma desilusão/sofrimento/frustração. Mas não levou em conta que essa é uma decisão pessoal e intransferível.
  • Que lindo Chico pedindo Felícia em casamento. Melhor ainda ela falando a mesa sobre o assunto com a família. Essa inocência de uma criança que dá um tom especial a vida.
  • Pelo jeito Felipe está mesmo no speed de agir. Foi tirar pergunta com Pedro, intimou Lívia a dar o sinal verde, conversou com o filho… boas mudanças.
  • Será que nessa encarnação ainda Massimo verá a esposa sem camisola?
  • Rita voltou por cima da carne seca. Agora é descobrir em Walmir o verdadeiro amor (será?).
  • Carola não disse pra que veio, neh? Pensei que ela teria uma participação maior. Ainda mais que teve uma fase que ela dava em cima de Pedro.
  • Todo esperto pensa que o mundo inteiro é bobo. É aí que Roberto vai se dar mal. Massimo vai acabar com ele.
  • Severa e Afonso. Será que desse mato sai coelho? Ou será que Afonso vai assumir Anita e o bebê? Ainda estou achando ela uma forte candidata ao suicídio.
  • A macaca está solta para lodo de Bento. Apanhando por todos os lados. Até – Obaa – Raul deu um soco bem dado nele. Mas é claro que ele não poderia deixar barato. E foi fofocar com Pedro. Ele já está pondo sua vingancinha contra a condessa em prática. Contar para Dorotéia sobre Bernardo. Mas será que ele vai contar TUDO? E o que exatamente a mãe de Melissa fará com essa informação? Doida para descobrir.
  • Se hoje em dia relacionamento intre-racial gera em alguns lugares desconforto, imagina naquela época? Raul e Gema vão ter que ser fortes.
  • E a colheita de Ariel começou. Perdeu o poder de cura e de se mover entre espaço e tempo. Apesar do mestre dizer que não, isso é punição.
  • Em alguns momentos acho Lívia bem pamonha. Ainda mais quando o assunto é Pedro, mas uma coisas é certo, ela é forte feito a mãe. Porque é uma loucura o que ela está vivendo. Muitos sentimentos envolvidos. Carinho, medo,  magoa… e ainda ter que conviver com Melissa, Pedro, experimentar vestido de noiva, ver a amiga numa situação preocupante…. Aff! Quanta coisa.
  • Eu pensando que a condessa iria ver o sinal de Lívia… apesar que eu desconfio que Vitória já saiba que ela é sua neta.
  • Esse jeito eufórico de Melissa é tão ir-ri-tan-te (ter que ler essa palavra imitando ela. Travando os dentes, gesticulando e sacudindo a cabeça).
  • Pra quem está se escondendo, até que Emília e Bernardo estão bem a vontades. Ainda bem que quem entrou na casa foi Pedro. E não Walmir, Rita com Felícia… ou pior, uma visitinha surpresa de Bento.
  • Será que Bento vai continuar sua busca por Bernardo?
  • Pelo jeito José é filho do traste mesmo, neh?
  • A condessa mudou de verdade. Ela tratou Raul de forma digna. Perguntou até se ele estava melhor. Quanta mudança.
  • Primeiro contato entre Lívia e Alex. Pelo jeito o garoto gostou da futura mamãe. Pela que essa fase não terá um final feliz. Todos tristes e alguns até mortos.
  • Para você que está perdido. Convescote é piquenique mesmo. 🙂

Agora é aguardar os próximos capítulos. A mudança de fase está próxima. Já estou com saudade dessas roupas volumosas, a fala rebuscada….

Foto: TV Globo

 

 

 

 

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *