Trair ou não trair?

Ahhh Betina… essa timidez um dia te mata. Ela sabe que o marido não é mole, mas finge que não é com ela. Um belo dia ela conhece Carlos, que aqui entre nós, é um gato. Bem, esteira vai, pezinho vem eles começam a ter um interesse um pelo outro. Mas eis o dilema de muitos casais por aí… trair ou não trair?Betina chegou a consultar as cartas, tomou banho de rosas… fez praticamente um receita culinária chique. Já no motel o amante gatão foi gentil, paciente e Betina estava uma pilha e totalmente deslocada. Tenho que admitir que achei um pouco exagerado aqueles sustos dela, mas tudo valeu a pena depois da ligação de Gustavão. Foi hilário o desespero dela… jogando as roupas em Carlos. Dei muita risada.

Ahhh quem mandou tirar aliança; esqueceu no motel. Agora terá que pensar em algumas desculpas.

Comentários

comentários

2 comentários em “Trair ou não trair?”

  1. Bom, vimos que ela nem teve que se desculpar muito. Porque além de “lindo de viver”, Carlos recuperou a aliança perdida..ah…ele merecia um bom agradecimento! Rsrs
    Não aguento mais esperar.
    Gustavão e ‘MALUca’ se merecem, mas tenho uma peninha do pobre e forte Marcelão! Rsrs
    Mesmo sendo meio ogro, se os brutos também amam, aquele armário em forma de homem não pode ficar sozinho depois do chute de ‘MALUca’.
    Alguma das amigas da filha de Gustavo e Betina, ou até mesmo a própria, que vai fatalmente perder aquele homem mais velho para a tal Alice, deveria se encantar pelo professor de Educação Física (boa profissão).
    Fica aí a minha sugestão. Rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *