Só um parêntese

No espanto tipicamente baiano…OXENTE… Tereza conta para Marcos que encontrou um antigo casal de amigos. Ela perguna para Marcos: “Sabe quem eu encontrei ontem? ASTRIDE e o Rafael”. Eles conversam mais um pouco sobre os amigos e Tereza comenta que a mulher do amigo perguntou muito por ele… e com cara de quem LEMBROU o nome de supetão Marcos diz: “Astride!”. E ela mais sem noção ainda comenta: “dessa você lembra o nome…”. Aí fica fácil, neh Tereza? Até Sumiko – que provavelmente não conhece o casal – se estivesse presente saberia que a mulher se chama ASTRIDE. Afinal de contas, você mesma disse o nome… ai ai.

Comentários

comentários

Um comentário em “Só um parêntese”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *