Ôoo Dona Edite

Sempre que surge um problema, Helena corre, voava, vai de lancha… direto para Búzios. Com a última descoberta não foi diferente. Bruno, seu novo amor, é filho de seu ex. Bastou para ela sequestrar a fiel escudeira Alice e pegar a estrada. Edite recebe a filha de braços aberto e quer saber o que houve. É claro que antes fala que não gostou de “Leninha” ter deixado a irmã sozinha no Rio, mas depois foram conversar. Helena toda chorosa e triste conta as novidades nada boas para mãe. Aí DONA EDITE veio com cada UMA.
Vou enumerar:

Bruno ser filho de Marcos: “Parece até coisa do DEMO”
O sentimento de Helena por Bruno: “Antes não gostasse tanto”
Uma atitude de Helena: “Eu no seu lugar terminava na ora. Não iria mais querer ver a cara dele”
Encarar o problema: “Uma história assim não dá para encarar”
Ouvir o que a mãe fala: “Você vai fazer como quiser. Mas numa ora dessas Helena, diante de um problemão desses, é sempre bom ouvir o que pensa sua mãe”
A sorte da filha: “Um complô do UNIVERSO contra você”
Para resolver os problemas de Helena: “Tem que se benzer”

Tenha dó, neh dona Edite? Pelo menos ela se redimiu depois… pediu para Helena seguir o coração. E foi o que ela fez. Bruno apareceu e ela pulou nos braços do amor.

Comentários

comentários

2 comentários em “Ôoo Dona Edite”

  1. Desde do dia em que vi esta cena estava aqui esperando como seria o seu post sobre.
    Rapaz eu ri demais!!!!
    E lembre-se que Dona Edite é exatamente a mesma mulher que cativou Tereza, certo dia na casa amarela, por tamanha espiritualidade e calma, serenidade, vários elogios rolaram lá.
    hehehehe
    Não aguento com as merdas que Manoel Carlos faz nesta novela.
    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *