Chorar cura?

Sofrência. Se essa palavra existisse descreveria bem o capítulo de ontem. Quanta gente sofrendo, Meu Deus! Fiquei até tonta.

Vicente não esperava aquela atitude de Lígia. Sempre comentei da besteira que foi o casamento de Júlia. Mas o que falar do de Lígia? Todos falam que Miguel é um fujão. Mas nessa novela o que mais tem é gente fugindo. Ninguém é firme nos seus desejos. Oscilam e acabam escolhendo o lado que é conveniente para os outros. Acho que a atitude mais sensata da jornalista descompensando foi a separação. Decisão difícil; não é a toa que ela sumiu um tempo para pensar minimamente (essa palavra gruda que nem chiclete rs) no casamento dela. E ver o sofrimento de Vicente demonstra o quanto é uma escolha dolorida.

Outro que caiu no choro foi Pedro. Aff já não era sem tempo. Todo o acúmulo de emoções contraindo o peito. Não sei como ele não ficou sem respirar. E dessa vez ele não pode contar com o pai. Afinal, ele é quem está precisando de colo. E eis que surge Miguel. Que já assumiu o posto de pai, mas não se deu conta. A forma como ele se preocupa com Pedro comprova isso. O irmão mais velho respirou fundo e não contou conversa em prol do meio-irmão. E falou algo importante: “abrir mão da Júlia é uma violência”. E dessa forma Pedro é mais um que irá optar pela fuga. Pela opção de agradar os outros. Poxa, cara.

Mas como nem tudo está perdido, pelo jeito Lauro está disposto em convencer o amigo a lutar pelo seu grande amor. Miguel deve parar de fugir e de coçar a cabeça e a barba e se dá uma chance de ser feliz. Agora, ele terá que sambar para conseguir uma brechinha para traçar esse plano, que dessa vez não será de fuga. 🙂

Rapidinhas

  • E Marlene? Cheia de marra pra cima de Laila. Se deu mal. Ouviu mais um vez sobre Durval. Não é possível que ela não vá ouvir o filho de mente aberta. Disposta a correr o risco de descobrir que o cara que ela escolheu não passa de um mau-caráter. Porque só o medo para justificar tamanha cegueira.
  • Na contagem regressiva para ver uns amassos entre Luis e Isabel. Kkkk (Desculpe aí, Lauro)
  • Lígia mal começou no caderno teen Bem Estar e já vai pedir licença? Ela não pode ficar pedindo “pausa” para o mundo enquanto resolve suas pendengas. Assim complica.
  • Isso não tem a ver com o capítulo de ontem, mas um dia desses Júlia vai se dar mal com essa mania de falar “encosta o carro aí. Vou descer”. Ela não pode só ficar em ambientes confortáveis para ela. Às vezes temos que encarar um recinto onde existe o constrangimento, a raiva, o desconforto… a vida é assim, restauradora.
  • Pedro fez uma promessa para Júlia. Que eles ficariam juntos. Transou, ela se separou, foi compreensiva, paciente e agora ele vai com cara de cachorro que fez algo errado terminar com ela? Sustentar seus desejos sabendo que sempre haverá respingos também é sinal de maturidade. Se ele estivesse em dúvida entre o amor das duas…vá lá, mas ele não ama Taís. Ele se sente na obrigação de amparar aquela mulher bacana. Que deu um norte quando ele precisou. Isso é muito pouco para sustentar uma relação. E, por experiência, a chegada de um filho bagunça tudo. É um furacão. E se o casal não estiver bem “amarradinho” não resiste a chegada dessa terceira pessoa. Eu como Júlia não voltaria mais para ele. Iria viver com Felipe em Luanda kkkk
Foto: Ellen Soares

 

 

 

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *