Maratona Sete Vidas

Mais uma vez tive que fazer uma maratona Sete Vidas. Imersão total. Agora para recuperar o tempo perdido vou me aprofundar em alguns personagens e “pincelar” outros.

Não tem como não começar pela história central. O retorno de Miguel (parece nome de filme 🙂 ). Cheguei a defender aqui algumas atitudes de Pedro com o choque em descobrir que João é Miguel – seu pai biológico – mas cansei. Que cara chato. Dando piti por tudo. Arrogante, grosseiro, incoerente… a lista é interminável.  Nesses últimos capítulos ele só vem piorando. O que foi aquilo com Lígia? Mandar ela “partir”. Que moral esse bostinha tem? O cara enganando Tais e Júlia. Se fazendo de bom moço, mas a cada encrenca em relação a Júlia ele não pensa duas vezes para mentir. O pessoal também supervaloriza a atenção dele. A aceitação dele. Principalmente Lígia. Até certo ponto eu entendo a preocupação dela, mas ficar indo atrás, ser até sufocante querendo dar satisfações? Aí acontece isso. Piti no meio da rua.

Tudo bem que ficou parecendo que ela disse uma coisa e fez outra, mas daí a sair bradando, levantando os braços, se achando o rei da cocada preta? Longe disso. Na minha opinião ele terá que rebolar para melhor a imagem. E hoje, no lugar de Júlia, nem olharia para cara dele. Quanto mais dar uma chance. Deixa ele fazendo o papel de bom pai e a cada noite tendo que inventar uma desculpa para rejeitar a mulher. Tais é outra que não se toca.  Nunca voltou no assunto que ele tanto queria conversar com ela. Qualquer desculpa ela aceita. Bernardo fala com todas as letras que ele abriu mão de algo importante, ela ouve e não insiste em questionar, em se posicionar mais firme para saber o que está acontecendo? Ela pode não estar preparada para ouvir que o cara da vida dela ama outro, mas pelo que vem demostrando ela é a favor da verdade sempre.

Nessa mesma conversa entre Bernardo e Pedro adorei a atitude de B. Tem uma amiga que não gosta muito dele, acha ele chatinho, mas vou te contar, ele é mais maduro que muita gente. Tem seus momentos de birra, mas é coerente no que acredita. Só não entendi porque ele ainda não tomou nenhuma atitude para pegar Durval no pulo e entregar ele para mãe. Talvez falte alguém para orienta-lo. Acho que ele deveria parar de procurar apoio em Pedro e correr para Luís ou Felipe. Porque depois que ele foi procurar abrigo, desorientado por causo do mau-caratismo de Durval e Pedro falou que não queria outro filho… eu sinceramente não olharia ele mais com os mesmos olhos. No final das contas quem estar fazendo uma boa leitura dessa nova postura de Pedro é Laila.

Por fazer na gêmea, ela está rendendo boas risadas no quesito “em prol de Júlia”. Ela é bem estabanada com as palavras, mas é vivaz. E se tem alguém que está conseguindo fazer Júlia olhar Pedro com outros olhos é ela. Chega de colocar o senhor certinho em um pedestal. Claro, sem contar Eriberto que está sendo um fofo. Como gosto dele. 🙂 Engraçado que por mais que Júlia se coloque numa posição de “sozinha no mundo”, ela é cercada de pessoas que a amam profundamente. Em pouco tempo ela ouviu de Eriberto que ele a considera como uma filha. Ou seja, ela não estará desamparada. Tem a lacuna de uma mãe, mas por falta de pai ela não precisa chorar. E nem de irmãos.

Por falar em Marta, ela anda pisando feio na bola com o marido, mas pelo menos agora acertou. Arquitetou um amigo compatível com ele. Gostos em comum significa um Eriberto feliz. Um Eriberto feliz significa um problema a menos para Marta. Que por sinal, tem um problema muito mais sério, mas não se toca. O tempo passa e Júlia está cada vez mais distante da mãe. Falando em mãe, o que dizer de dona Iara na homenagem ao marido? Chamar Arthurzinho e a namorada? Não está nada fácil para Vicente. Pelo menos ele deu o primeiro passo para mudar a postura diante a mãe e o irmão. Vamos ver se ele se mantém firme. Chega de ficar na zona de conforto.

 Doador

E mais uma vez Miguel doa. Agora um pedaço do fígado. Não é possível que ninguém (com exceção de Esther) não reconheça a hombridade desse homem. Ele chutou para o alto o anonimato para salvar alguém que nunca viu na vida; e mesmo algumas pessoas se apegando ao fato dele ter doado sêmen por dinheiro, ele ajudou muitas pessoas que queriam ter um filho, mas não podiam. Tais também, apesar de ter um pé atrás, conseguiu enxergar através dessa névoa de questionamentos os feitos de Miguel. E considerou que uma pessoa não é capaz de fingir por meses – sem ao menos dar um escorregão – ser alguém que não é… então o João de Noronha é o Miguel do Rio. E pronto.

Quanto a cirurgia, Felipe se recuperou bem, mas Miguel teve algumas complicações. Que no final das contas foram providenciais (considerando que ele se recuperou). Porque assim Lígia se deu conta que ele está vivo. Até em tão as questões giravam em torno do Miguel fujão. “O cara que mesmo sabendo da existência de um filho com a antiga namorada se fingiu de morto”. “O cara que conviveu com o filho e se passou por outra pessoa”. Mas em nenhum momento ela ficou realmente feliz por ele estar vivo. E se dar conta que poderia perder ele de vez deu outro ângulo de visão para ela.

Depois de se declarar e com uma ajudinha de Irene (quem diria, neh?) ela fez uma escolha sensata. Vai se dar uma chance de construir uma família com ele. Mas como não está fácil para ninguém, prevejo bafafa com Marina. Porque paralelo a decisão de Lígia, Tais estava inconscientemente limpando a barra de Miguel com a ex. Como o amor é dose, Marina engoliu o orgulho e foi atrás dele.

Rapidinhas

  • Irene deveria abrir mão do filho de Diana. Tem tudo para isso dar errado. Primeiro: a menina não quer doar o filho porque simplesmente não o quer. Ela vai doar para não ter uma vida igual da mãe. Por não ter condições. E segundo: ela tem uma mãe. Uma mulher que trabalha, quer o neto e apesar de Diana dizer o contrário, parece se preocupar com a filha. Não sei não, Irene, é melhor você ir para fila de adoção. Acolha uma criança um pouco mais velha. Provavelmente será mais rápido.
  • A estréia do programa de Isabel foi um sucesso. Com direito a ela assumir que Lauro é o segredo dela para um casamento bem sucedido. Mas mesmo com uma declaração dessa existiu uma tensão entre eles. Sei não. Engraçado foi no dia seguinte ela sem jeito deixando uma mensagem para Luis agradecendo as flores e convidando-o para um café. Mesmo sabendo que o marido tem andando enciumado. kkkk Já vi que terão que fazer terapia de casal.
  • Espero que em algum momento a gente saiba o que Miguel escreveu para Lígia. Estou curiosa. 🙂
  • Só eu que notei que Beatriz não tem um parente para dar um apoio a ela por causa da cirurgia do filho? Porque até agora só a nova família tem comparecido ao hospital, revezando para que ela e o marido descansem… por mais que a família seja de Recife é uma situação grave a dele, neh?
  • Branca já já vai mandar o marido expulsar a mãe de casa. Depois de Luca ter passado mal então… na contagem.
  • Lígia está desempregada? Porque ela comentou que pegaria uma semana de licença (mesmo tendo começado o trabalho há pouco tempo) e só em Angra ela ficou quase uma semana. Irene deve estar $egurando a onda.
  • Lauro é um amigo da zorra, viu? Espero que Miguel valorize isso.
  • E Irene e Lígia ouvindo o programa de Isabel? Críticas, neh? Me acabei de rir. Adoro a relação dessas irmãs. kkk
  • E a carinha de Eriberto dizendo “olha que irei”. kkkk Pura paixão desses dois entendedores da arte.
  • O que anda acontecendo com os porteiros dessa novela? É um tal de bater na porta dos outros sem ser anunciado. Vai ser todo mundo demitido. 🙂
  • Se depender de Beatriz Júlia já é a escolhida.

Agora só me resta esperar cenas dos próximos capítulos.

Foto: Isabella Pinheiro

 

 

 

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *