Tudo morno. Mas por pouco tempo.

Fora a tensão no casamento de Lauro e Isabel, esses últimos quatro capítulos foram mornos. No verdadeiro estilo “vida que segue”. Casal se desentendendo, outros se aproximando e fazendo planos, amizade se formando, paixão surgindo, vícios se intensificando… nada para se arrancar os cabelos.

Vamos aos tópicos:

  • Depois do flagra de Lauro do abraço urso entre a mulher e Luís, a casa caiu. O…o… Lauro é o que mesmo? Empresário? É oceanógrafo? Bem, ao ver a cena ele tomou ar e não quis explicações de Isabel. O que eu acho graça nesse casal é que os dois tem razão no que falam. Ambos pontuam coisas que fazem sentido. Assim fica difícil escolher um lado. kkk Não achei que ela iria titubear em relação ao beijo. Mas nem a expert em casamento teve colhão para tal. E com isso, Isabel se complica. Pior que mentira só anda em galera. Surgiu uma pode ter certeza que outras virão. Fora que a consciência doe. Ela foi chorar as pitangas com Lígia. Ele com Miguel. Se bem que aquilo não foi nem de perto um desabafo. No final das contas Lauro não tem com quem contar nesse setor. O ideal seria ele conversar com Lígia também.
  • E o chope de Lauro depois do expediente com uma colega? Apesar dele ter achado que a esposa não se importou, não foi isso que pareceu. Ela ficou bem incomodada, mas no decorrer da conversa parece que surgiu a Isabel Terapeuta de casais com sua conversa polida e racional. Como se ela se distanciasse. Como se não fosse dela o problema. E quando a pessoa está doída as ironias rolam soltas, neh? “Quando vc sai com um amigo pra tomar um chope depois do trabalho, ou melhor, para um DR depois do trabalho, você não vê necessidade de notificar o cônjuge”. kkkkk Ahhh, Lauro, tu tá ferrado.
  • Já Luís está bem resolvido no quesito Branca. Ela está até tentando trazer o marido de volta, mas nada está dando certo. Nem a mudança no comportamento da filha fez ele ficar balançado. O que é bom. Sinal que está conseguindo separar as coisas. A convivência com Esther ajuda muito. A mãe está na torcida para o filho correr atrás do que ele quer. Já com Laila ela está mudando a linha. Como ela mesma disse: tirando a rede de proteção. Ou seja, vai se estatelar no chão. Laila não se deu conta da gravidade da situação. Ela estava indo tão bem, construindo uma carreira, ficando conhecida, mas abriu mão de tudo no momento que embarcou nessa aventura. Mas numa coisa ela tem razão, não era ela que a noiva deveria agredir. O comprometido era o noivo.
  • E Pedro pegou os panos de bunda e foi para Noronha. Acho que desde que foi ligado o botão “Pedro está um saco” ele não toma uma decisão tão acertada. Colocou todo o resto no bolso e foi atrás do que ele realmente estava sentindo falta. Do filho. Claro que a convivência com Taís pode despertar um sentimento mais profundo nele, ainda mais que ele não está naquele papel: volte pra mim. Eu te amo. Ele está sendo pai. E ponto. Fora o dia da sopa – que foi bem estranho – ele tem estado focado no filho mesmo. Um parêntese, Jayme Matarazzo anda com o rosto inchadinho, neh? Como se tivesse acabado de acordar. Deve ser o ritmo de gravação. Coitado. Voltando, estou achando que o final terá mudanças. Ele com Tais e Júlia com Felipe. E ainda vão conviver super bem. Vou adorar esse “felizes para sempre”.
  • Júlia e Felipe estão bem resolvidos. Se eu estivesse começado agora a assistir a novela, nem diria que Pedro era o par dela. Estou na maior torcida para que fiquem juntos até o fim. Só uma mudança muito radical para me fazer torcer de novo por ela e Pedro. E Marta revelando o nome do pai de Júlia? “Só me resta te desejar boa sorte”. Tenha medo. E ela já foi ao encontro do pai. Murilo da Costa Ribeiro Dantas. Nome de gente importante. 🙂  Acho graça como o autor se dá ao trabalho de justificar umas coisas bobas (até óbvias)  e em outras nem se coçam para tal.

Por exemplo, mesmo dado como morto, Miguel circulou pelo Brasil pra cima e pra baixo usando o documento e não teve problema. Reapareceu como se nada tivesse acontecido e continuou a viver a vida. Teve alguma explicação para essa situação? Não.  Já para a rapidez que Júlia encontrou o pai foi dito mais de uma vez que com a internet está tudo a mão e blá blá blá. Nem precisava. Hoje em dia tendo nome e sobrenome é só dar um “Google” que pelo menos uma pista já se descobre. Mas novela é isso, neh? É mais fácil ignorar o complexo.

  • Elisa e Bernardo. Espero que role mesmo. E que ele mostre para ela que esse lance de cheirar sorvete é bobeira.
  • Que frase foi aquela de Lígia quando estava consolando Isabel? “O que importa é o que vc está sentindo. Poderia ter sido o contrário. Não ter acontecido nada e você está sentindo alguma coisa por Luís. Aí sim seria condenável“. kkk Boa, Lígia. O fora do ano. Somando a essa história o caso da lingerie eu concluo: Lígia não sabe nada sobre Isabel.
  • E Caio fez a escolha dele. Duro para Irene, neh? Mas eu achei estranho ela querer ficar com ele. Só posso pensar que é porque ele daria um bom pai. Não por amor. Porque faz pouco tempo que ela olhava ele com certo desprezo. Tudo bem que ela mudou muito de lá pra cá, mas não estava engolindo eles dois juntos de novo. Novela tem dessa de insistir em certos casais. Como se o personagem só pudesse ser feliz com aquela pessoa. Espero que continue assim. Ele com Laura e os filhos e ela com Dora seguindo em frente.
  • O marido chega num dia qualquer com flores, dizendo que ama e que antes de qualquer coisa quer ir pro quarto fazer um filho? Tenha medo. Pode existir um Leopoldo por aí. kkk
  • Atrasado pro jantar e ausente na festa da escola do filho. Só? Até que Miguel está indo bem.
  • E a diferença entre Marta e Renan apoiando Eriberto? Ô, querido, vai ser feliz. Claro depois que chorar a morte de seu pai. 🙁
  • Taís foi bem direta com Miguel. Ele não teve culpa, mas ela tinha um pouco de razão, neh? Por mais que ele acreditasse que Pedro e Júlia eram irmãos, poderia ter preparado a amiga de alguma forma. Mas a culpa mesmo é de Pedro.
  • Não entendi a insinuação de Luís com a mãe. Chamou ela de inconsequente? Foi isso mesmo, produção? Ainda bem que ela deu uma resposta a altura.

Se a semana passada foi morna, as que virão pegará fogo. Revelações importantes irão surgir. Inclusive, estou achando que será a porta de entrada para uma aproximação entre Luís e Miguel. Agora é aguardar pra ver.

Foto: TV Globo

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *