Caça a Bernardo

Gostaria muito de poder escrever num intervalo mais curto, mas infelizmente não é possível. Então, vou “vivendo” de maratonas Além do Tempo e postando quando dá 🙂 #desculpaaí

Vamos aos tópicos dos últimos quatro capítulos.

  • PQP! Essa condessa Castellini é mais suja do que o corrimão da Lapa. A pena dessa mulher na próxima vida tem que ser de tirar o fôlego. Ela já paga uma penitência diária que é a dor por Bernardo, mas é muito pouco. E quando ela souber que Emília está viva… saí de baixo. Bento terá muito serviço para fazer. Esse é outro que arrepia a alma. Não vou mentir que quando Bernardo apertou o pescoço dele pensei: Ufa! Menos um. kkkk
  • Lívia descobriu que a avó sabia que o filho não estava no caixão. Agora, o que fazer com essa informação?
  • Enfim o padre Luís mostrou porque andava tão nervoso e angustiado. Ele sabe da meia história da condessa. O que não quer dizer que seja cúmplice ou mau-caráter. No final das contas, ele está atrelado a essa balbúrdia por conta do hábito. Afinal, segundo ele mesmo, segredo de confissão é perpétuo. É inviolável. E um VIVA! para o padre por ter desconcertado a megera.
  • Melissa é um porre.
  • Que dó de Anita. Pelo cenário que está se montando, orientado pela irmã, Roberto vai deitar e rolar com os sentimentos dela. E espero que esse amor por ele não a cegue totalmente. Porque o interesse dele por Lívia pode virar um problema na relação das duas amigas.
  • Xiii esse negócio de esgrima não está me cheirando bem. Será que é dessa forma que a vida de Felipe terá um fim? Pelas mãos de Pedro. Aí que nervoso.
  • Pedro é um escroto; pobre dona Gema.
  • Não vejo como o plano de Lívia dar certo. Se infiltrar na casa para descobrir algo? Ouvindo atrás das portas? É assim? Porque pelo que mostrou, o trabalho temporário é para cozinha, no máximo servir no dia da festa. Vamos ver no que vai dar. O importante é ela não ficar parada comendo mosca ou ajoelhada rezando para Deus.
  • Massimo poderia incluir na negociação com Salomé ver ela sem camisola (já que é o sonho dele). Mas ele é um gentleman. Ponto para ele. 🙂
  • Até eu acreditei que a condessa poderia ser boazinha por ter tratado tão bem Felícia e Rita. Ô velha danada. E mesmo depois de quinhentos mil anos trabalhando para ela, Zilda ainda faz cara de espanto. Sabe de nada, inocente.
  • Uma notícia boa nessa novela MEU DEUS. Afonso foi reconhecido. Pena que no mesmo dia levou toco de Anita. Mas ele está seguindo em frente. Mesmo com o coração apertado. Tadinho.
  • Dona Neném levou um bota fora de Dorotéia. Mas quem não chora não mama. E espero que ela vá deslumbrante a festa. E de lambuja ainda conquiste o coração de Dr Botelho.
  • Mesmo sendo espezinhado Raul passa uma segurança mo olhar. Como se fosse inabalável. Gente, ter a vida que ele tem não é mole. É dureza.
  • O que foi aquele encontro entre Felipe e Lívia no armazém? Fiquem aí com besteira. Tratem de se entenderem logo. Uma coisa é fato: o tempo é implacável.
  • Pelo menos Felipe vai tentar mais uma aproximação. Será que ela não vai aproveitar e comentar algo mais claro sobre Melissa?
  • E as buscas começaram. Espero que não encontrem nem o desmemoriado e nem as rosas dele. Ariel vai ter que agir.
  • A pamonha da Lívia vai confirmar que é noiva, neh? Tá na cara. Tédio total.
  • Eu já deixei registrado aqui que o conde é um arraso? Não? Então anota aí: o conde é uma arraso. 🙂

Já tem mais de um mês de novela. Teoricamente serão uns dois, três meses essa primeira fase. Estou ansiosa para saber como a passagem de tempo será feita. E como os personagem virão. Agora só me resta esperar.

Foto: Marcele Bessa

 

 

 

 

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *