Lívia

“E mesmo assim não sabe o que é ser amada”. Pronto! A novela já poderia terminar que eu estaria feliz. 🙂 Chegou a dar arrepios a atitude de Lívia. Peço desculpas a ela, pelas vezes que a chamei de pateta. Uau! Melissa perdeu o chão, ficou com cara de sem graça, de humilhada… foi um belo tapa na cara. E não parou por aí. Vou descrever algumas pérolas: “interesse quem tem é você. Eu amo o Felipe desde o primeiro dia que o vi”; “pode ficar tranquila porque não há a menor possibilidade de ficarmos juntos porque EU decidir assim”… e ainda devolveu os vestidos. E fechou com chave de ouro: “por favor, não me provoque. Ou vai se arrepender. Agora saia. Dê os seus chiliques em outro lugar”. Ahhh menina, você arrasou.

Pena que essa fase terminará em tragédia. Que tristeza. Eu pensando que o casal morreria pela ponta de uma espada; pelo visto será Melissa a dar o “tiro” de morte. Apesar que Pedro ainda encabeça esse posto. A obsessão dele sucumbiu de vez a razão. E nesse estágio não tem quem controle. Ele ainda guardar o segredo sobre Emília, Bernardo… porque deve estar tramando uma cartada final em grande estilo. Por enquanto ele está mais focado em Raul. Até agora tem se dado mal, mas pelo que passou ontem, dessa vez o jardineiro vai apanhar muito. Que dó.

Vamos aos tópicos porque esses últimos capítulos foram recheados de emoções:

  • Acho que estou com mais ódio nesse momento de Roberto do que de Melissa. Que sujeito baixo, cretino… mas também, olha a referência dele? Dorotéia. Anita não merecia isso, e mesmo sendo uma pedra cantada, foi duro ver ela sendo tratada daquela forma. Ele ficou transtornado. Afinal, essa notícia pode atrapalhar seus planos. Por isso mesmo tratou de antecipar o casamento; ou melhor, está mais empenhado em arrombar o cofre de Massimo. Só que o pai da moça está bem atento e deverá traçar um plano para pegar o vigarista com a boca na botija. E quem sabe manda-lo para a prisão.
  • Não canso de comentar sobre a atitude de Livia. Que coragem e segurança. Adorei. Melissa saiu com o rabo entre as pernas.
  • A cena entre a família mau-caráter discutindo sobre a gravidez de Anita ficou estranha. Porque a música remetia a seriedade, tensão… só que a discussão estava no estilo pastelão. Como é isso produção?
  • Não gostei de Lívia com aquela trança. Quer usar trança? Faz igual a de Katniss. É muito mais bacana. 🙂
  • Homem (desculpa generalizar) é Flórida. Mesmo com o mundo desabando, o coração apontando para um lado e a cabeça mandando para outro, o conde Felipe arranjou gás para dar umas amassos bem quentes em Melissa. Tudo bem que recentemente comentei que os homens da novela não ligavam para essa tentação mundana, mas ele tinha que se assanhar logo agora? Com tanto coisa acontecendo?
  • Bernardo ficou encarcerado em um manicômio pela mãe sabe-se lá por quanto tempo. Agora é a vez de Allegra fazer esse papel. Coitado. Duas mulheres que usam o amor para controla-lo.
  • É duro ver uma pessoa se sentindo superior a outra só por causa da cor da pele. Raul sofre muito. Como manter um amor vivo nesse contexto. Difícil.
  • Gema se mostrou uma leoa defendendo seu amor. Mais do que isso, mostrou o quanto é generosa e despreza a injustiça. Ainda bem que o lindo conde interviu a favor de Raul. Um fofo. Apaixonante.
  • Zilda sempre fez pouco caso dos funcionários do casarão. Os tratam como algo descartável. Mas depois de receber um puxão de orelha de Felipe e ouvir poucas e boas de Gema, acho que ela está tendo um fiapinho de humanidade. Tudo bem que ela é calejada pela vida, mas eu não acredito que isso seja motivo para ser tão amarga e indiferente com os outros.
  • Zilda não ajuda em nada quando a condessa está com o pé na cova. Fica histérica e acusando todo mundo (lê-se: Lívia). Assim não dá, mulher. Se contenha.
  • Antes eu achava que o diário iria se perder no tempo. Porque Alex estava firme com a promessa feito a mãe. Mas depois do fora de ontem, acho que ele vai acabar dando com a língua nos dentes. Espero que seja para o pai. Ou melhor, para Lívia.
  • Pérsio não disse a que veio, neh?
  • Dona Neném que se cuide. Dr Botelho ficou balançado ao ver Severa tocando piano. A música é algo interessante. Ela pode suavizar uma expressão… e despertar uma paixão.
  • Confesso que até um mantra inventei para continuar sentindo raiva da condessa Vitória. Mas desisto. Apaixonei. O que não significa que ela deva ficar impune pelos seus feitos. Outra coisa interessante. O amor. Um sentimento de “mão dupla”… o de amar. E o de reconhecer esse sentimento por você no outro.
  • Padre Luiz vai sair escandalizado da mansão. Acho que não vai aguentar o baque de tantas confissões. Porque – só falando por alto – além de descobrir que a condessa tem coração,  tem a confissão de Lívia e a de Anita. Ser padre não é fácil. Tem o voto de castidade, e ainda tem que guardar tantos segredos. Ainda mais nesse caso que é um verdadeiro quebra-cabeças.
  • Outro que já sacou tudo foi Dr Botelho.
  • Gema está sofrendo tanto. Ver a real face de um filho e ela ser tão cruel… deve doer demais.
  • Qual será a história de Zilda? Pensei que ela teve um marido, Afonso e depois ficou viúva. Mas pelo que Bento disse um tempo atrás, o contador da família veio de uma relação misteriosa. Um bastardo.

No mês de outubro acontecerá a virada de tempo. Começará uma nova fase, com os mesmos personagens, mas em situações diferentes (alguns). Não li nada no site da novela, mas tenho visto em outras fontes, que o clima campal, com vinhedos continuará… li também que a data prevista para o dia D será 20 de outubro. Bem, não tem nada oficial, mas uma coisa aqui e outra ali pode ser verdade. Tem mais informações, mas não quero falar nada por enquanto. Vamos esperar pra ver.

Foto: TV Globo

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *